11 outubro 2010

Apadrinhando uma criança, eu contribuo para que ele jamais perca o poder de sonhar

Sou uma madrinha fresca. Mas, desde já, sinto uma grande alegria em poder fazer a diferença a ajudar meu afilhado a ter um futuro bacana. Sou professora e dou aulas na periferia de São Paulo. Vejo que a maioria dos meus alunos não sonham, não possuem expectativa nenhuma em relação a vida. Luto para que eles aprendam a sonhar. Apadrinhando uma criança, eu contribuo para que ele jamais perca o poder de sonhar.”

Enviado por Gleide Morais dos Santos

0 comentários:

Postar um comentário