25 fevereiro 2011

Saio com muito orgulho de dizer que um dia trabalhei numa organização muito grande

Ouvir as palavras de quem participa e/ou participou do Fundo Cristão para Crianças é sempre muito gratificante, pois podemos comprovar que estamos no caminho certo. A cada depoimento recebido, nossa intenção de transformar vidas se reafirma. Hoje, temos um depoimento de uma ex-estagiária do nosso escritório de Belo Horizonte, que com muita sensibilidade, mostrou-nos como trabalhar conosco foi importante para a sua vida.
"Desde o dia que eu decidi sair, comecei a pensar em alguma forma de agradecer a todos vocês pela imensa contribuição em minha vida. Após 1 ano e 4 meses de convivência com todos é impossível mensurar o tanto que cresci pessoal e profissionalmente. Toda a experiência vivida ficará, sem dúvida, marcada para sempre, pois o Fundo foi o primeiro lugar em que trabalhei e todos vocês conseguiram fazer com que eu me sentisse feliz e acolhida.  
E vocês me enganaram! Entrei acreditando estar fazendo um estágio apenas na comunicação, aprendendo coisas para futura carreira como publicitária e saio tendo no currículo uma experiência e tanta de estágio para a vida pessoal.  
Hoje estou saindo daqui, mas levo comigo um monte de coisas que eu não sou boba de deixar para trás: amizades, aprendizado, experiência e uma afilhada muito querida que vai me manter ligada ao Fundo para sempre. 
Se me permitirem quero fazer um último pedido: a cada vez que bater um desânimo ou ocorrer alguma decepção no trabalho pensem na enorme força do Fundo e no quanto o trabalho de cada um de vocês é importante para ir dia-a-dia transformando a realidade de milhares de coraçõeszinhos que batem tristes sem saber porque justo eles foram escolhidos para nascer numa situação de tanta exclusão e pobreza. 
O sucesso do trabalho do Fundo Cristão depende sim dos padrinhos e madrinhas, mas também depende de quem vem para cá todos os dias ou vai a campo permitir que o amor destes doadores chegue às casas tão distantes das crianças e famílias que participam dos projetos.  
Saio com muito orgulho de dizer que um dia trabalhei numa organização muito grande, mas com a certeza de que o que permite que ela seja desse tamanho não é outra coisa senão o profissionalismo com que cada um de vocês realiza seu trabalho.
Enfim, escrevi tudo isso apenas para tentar esclarecer um pouco a sensação de gratidão que eu estou tendo agora.
Obrigada do fundo do meu coração!"
Débora Menezes
Obrigado Débora!

24 fevereiro 2011

Vigilantes da Água é selecionado para a final do prêmio Water for Life

O Concurso Water for Life (Água para a vida) promovido pela ONU tem o objetivo de promover esforços para cumprir os compromissos internacionais assumidos sobre a água até 2015, e as propostas das metas do milênio, da Agenda 21 e da Declaração de Joanesburgo. O concurso reúne as melhores práticas que podem garantir a longo prazo a gestão sustentável dos recursos hídricos. Anualmente, o tema é escolhido com base no tema selecionado para a celebração do Dia Mundial da Água. Este ano o tema escolhido foi o Gerenciamento Urbano da Água.

Foram 72 práticas inscritas no concurso, dentre as quais 9 do Brasil. Nosso projeto Vigilantes da Água foi selecionado para a final do prêmio. 
O resultado sai na próxima segunda. Vamos torcer!

Saiba mais sobre o Vigilantes da Água
Com pioneirismo e experiência comprovada, há 10 anos o Fundo Cristão desenvolve o projeto Vigilantes da Água. O projeto capacita grupos comunitários formados por jovens e adultos que analisam a qualidade da água com a ajuda de kits de monitoramento, e recebem o certificado pelo programa GWW – Global Water Watch, que avalia a presença de coliformes totais e fecais na água para consumo.

22 fevereiro 2011

Compartilhando ensinamentos: padrinhos e mentores

Ser padrinho vai muito além de simplesmente enviar uma contribuição mensal. O padrinho tem a oportunidade de participar do desenvolvimento de seu afilhado e sentir como a sua ajuda é importante para que a criança tenha novas perspectivas de vida. Por meio da troca de cartas e das visitas, os doadores, também são estimulados a agir como mentores, compartilhando suas experiências, ensinando e incentivando seus afilhados a serem agentes de transformação da sua própria vida.

Veja abaixo a bela dedicatória escrita pela madrinha que enviou de presente para o afilhado o livro O Pequeno Príncipe.

21 fevereiro 2011

Brincante: uma profissão especial

Ainda falando de Casinha de Cultura, apresentamos hoje o depoimento de Jailson, brincante da Casinha de Cultura da organização parceira ASCOMED em Medina (MG). O brincante é um elemento essencial na Casinha, pois ele é o responsável pelo funcionamento e desenvolvimento das atividades, além de facilitar a participação e envolvimento da comunidade, incentivar o brincar e promover a preservação do espaço e acervo.


Veja o que é ser brincante nas palavras de Jailson.

Brincante é uma denominação muito utilizada em algumas regiões do Brasil, principalmente no Norte e Nordeste para designar aquele que brinca.

18 fevereiro 2011

Fundo Cristão lança livro sobre a Casinha de Cultura


Veja uma prévia do livro e viaje pela cultura!

Com satisfação anunciamos o lançamento do livro Casinha de Cultura: um espaço de encontro e convivência. O programa Casinha de Cultura é desenvolvido pelas organizações parceiras do Fundo Cristão para Crianças há 11 anos com o objetivo de estimular as diversas formas de manifestação cultural das regiões atendidas, brincadeiras, formação política das comunidades e convivência entre gerações. 

A cultura e a cidadania, partes fundamentais da formação humana, são os elementos principais do programa que a princípio, são espaços físicos onde são realizadas atividades de integração entre as diferentes faixas etárias, envolvendo as famílias e comunidades no desenvolvimento integral das crianças. Mas o papel da Casinha de Cultura vai muito além. Nas casinhas, as crianças encontram um espaço para brincar, ler, pesquisar, debater sobre seus direitos e participar de grupos de dança folclórica, teatro, “contação de histórias”, músicas e festas típicas da cultura local.

Conheça os resultados dessa iniciativa que vão além de dados numéricos

• Aproximação e fortalecimento das relações afetivas entre pais e filhos.
• Confirmação da identidade cultural e aumento da auto-estima das pessoas da comunidade.
• Melhoria na relação comunitária a partir do desenvolvimento de ações coletivas, espaço de encontro/reuniões, inclusive com outros atores locais.
• Crianças e adolescentes com acesso a brinquedos, livros, brincadeiras diversas e tendo a oportunidade de conhecer melhor e valorizar a cultura de sua região.
• Integração entre as várias faixas etárias.
• Membros das comunidades capacitados como “brincantes” e educadores sociais.
• Registros e divulgação da cultura local, inclusive, através de intercâmbios culturais.

Agradecemos a todas as organizações parceiras, funcionários e doadores que fazem esse projeto possível.

Gestantes recebem atenção especial em evento promovido por organização parceira

Sabemos que para que uma criança se desenvolva adequadamente é necessário que tenha condições de viver em um ambiente saudável, seguro e acolhedor.  Por isso, o Fundo Cristão para Crianças desenvolveu o programa Bebês Saudáveis e Seguros que por meio do subprograma Competências Familiares tem o objetivo de contribuir para que a família desenvolva suas competências e possa garantir condições dignas para o pleno desenvolvimento de seus filhos.


O programa contempla o apoio a crianças com idade entre zero e seis anos e, além de outras iniciativas, prevê recursos para a realização de encontros com gestantes visando contribuir para que o bebê e sua mãe se desenvolvam de forma saudável e segura.


O Encontro de Gestantes, promovido em fevereiro pela organização parceira do Fundo Cristão para Crianças, Associação Municípal de Assistência Infantil (AMAI), contou com a participação de palestrantes do conselho tutelar, assistentes sociais e enfermeiros que apresentaram os temas:
- Discussão do ECA direitos e deveres gestantes e sua criança: obrigações e responsabilidades das famílias no que se refere ao desenvolvimento integral da criança.
- Implicação social da gestação: a importância das relações interpessoais para o fortalecimento dos vínculos da família e seus indivíduos (pai, mãe e irmãos com o bebê).
- Formação de grupos  para discussão de temas por fase gestacional: grupos 1º ao 3º mês gestacional,  4º ao 6º mês , 7º ao  9º mês e grupos de mães.

17 fevereiro 2011

Jovem participante dos programas do Fundo Cristão é destaque em curso da UFVJM

A jovem Darlene da Luz Almeida, participante dos programas Sociais do Fundo Cristão para Crianças e membro do COMJAMRD (Conselho Municipal de Jovens e Adolescentes do Meio Rural de Diamantina), concluiu o curso sobre Extrativismo Mineral e Vegetal, promovido pelo UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri). Darlene foi premiada como a estudante com melhor aproveitamento no curso e recebeu um notebook.


Parabéns Darlene! Você é um exemplo para os nossos jovens.

16 fevereiro 2011

Projeto Lendo Letras estimula a leitura e ganha prêmio da Secretaria de Cultura de Fortaleza

Uma das atividades de destaque da organização parceira do Fundo Cristão para Crianças Projeto do Bem-Estar Comunitário – PBEC, em Fortaleza (Ceará), é o projeto Lendo Letras realizado no próprio local de segunda a sexta-feira. Contendo uma metodologia baseada nos eixos: espaço, acervo e mediação, o projeto proporciona às crianças e às comunidades usuárias o hábito e o gosto pela leitura. 

A programação de Lendo Letras constitui-se de saraus de poesias, contação de histórias, filmes, clube de leitura para crianças, formação de jovens mediadores de leitura, empréstimos de livros, revistas e jornais; e acesso a internet. Além de todas essas atividades que agregam valor a vida de quem se beneficia, o pojeto ganhou, em 2010, o apoio do Instituto C&A e o prêmio Pontinhos de Leitura concedido pela Secretaria de Cultura de Fortaleza.

15 fevereiro 2011

Crianças, famílias e comunidades participam de gincana que conscientiza sobre o combate à dengue

Recolhimento de lixo que acumula água, esse é o tema da 1ª Gincana contra a Dengue realizada pela organização parceira do Fundo Cristão para Crianças, Associação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente de Veredinha – Adecave (MG), em parceria com a Prefeitura e o Grupo de Jovens Reviver. A atividade envolve crianças, famílias e comunidades da região para o combate dos focos da dengue. 

Mobilização social, orientações educacionais, cartazes e faixas criativas, entre outras ações fazem parte das provas da gincana, que busca a conscientização da população de forma lúdica e divertida. O objetivo dos representantes da organização e dos parceiros do evento é mostrar a todos que acabar com os focos da doença é responsabilidade de cada um. Que um pequeno esforço pode gerar um grande resultado. 

Além do envolvimento com o Fundo Cristão para Crianças por meio dos projetos sociais desenvolvidos junto as crianças, as organizações parceiras também se preocupam com a saúde e bem-estar das pessoas que as auxiliam em seus trabalhos. Participe você também dessa campanha. Os locais mais comuns onde se concentram o foco do mosquito são os vasos de plantas, garrafas e pneus. Vamos ajudar! 

Fundo Brasil de Direitos Humanos inscrições até dia 28 de fevereiro

O Fundo Brasil de Direitos Humanos disponibiliza recursos para projetos de organizações da sociedade civil e de indivíduos em todo o país, buscando acolher a diversidade regional e beneficiar preferencialmente aqueles com menor acesso às fontes tradicionais de financiamento.

A escolha dos projetos obedece a processo de seleção anual, que se inicia com a divulgação de edital contendo os critérios específicos e os prazos para envio de projetos.

O edital 2011 privilegia iniciativas na área do combate à discriminação e à violência institucional, esta última entendida como “qualquer forma de violação a direitos humanos promovida por instituições oficiais, suas delegações ou empresas.”

Informação completa no site do Fundo Brasil de Direitos Humanos: www.fundodireitoshumanos.org.br.

14 fevereiro 2011

Você sabe brincar de balança-caixão?

Se é para resgatar as tradições fazemos questão de deixar aqui registrado como se brinca de balança- caixão. Dança típica de Araçuaí (MG), o balança-caixão é uma uma brincadeira de criança, quase um pique-esconde, porém envolve a criação de personagens e representação. Tudo bem ao estilo cultural do Vale do Jequitinhonha!
Balança-Caixão
"Aqui entra corrida, agacha e levanta e até um esconde-esconde. A garotada ganha agilidade e capacidade de desenvolver os movimentos.
PARTICIPANTES: no mínimo três.
COMO BRINCAR: um integrante do grupo é escolhido como um rei e se senta em uma cadeira ou em um muro baixo. Outro participante é eleito o servo. Ele se ajoelha de frente para o rei e apóia o rosto em seu colo. Os demais formam uma fila atrás do servo, cada um apoiando a cara nas costas do companheiro da frente. Todos recitam: “Balança, caixão/ balança você dá um tapa nas costas/ e vai se esconder”. O último da fila dá um tapa nas costas do que está na sua frente e se esconde. Uma a uma, as crianças vão repetindo essa ação, até que todas estejam escondidas. É a vez, então, do servo sair à procura dos colegas. Ganha quem for pego por último. A brincadeira recomeça com a escolha de outras crianças para representar os personagens. "
Informante: Casinha de Cultura Raio de Sol, comunidade Ponte do Gravatá
O balança-caixão é uma brincadeira típica das casinhas de cultura de Araçuaí (MG), gerenciadas pela organização parceira Associação Comunitária e Infantil de Araçuaí (Associar).

Essas e outras curiosidades você encontra no livro "Casinha de Cultura: um espaço de encontro e convivência" que será publicado pelo Fundo Cristão para Crianças em breve. Aguarde!

11 fevereiro 2011

Adorei ter tido você como meu padrinho

Machado de Assis já dizia que a gratidão de quem recebe um benefício é bem menor que o prazer daquele de quem o faz. Gratidão, amizade e carinho são palavras que marcam o relacionamento entre padrinhos e afilhados. Isso por que apadrinhar uma criança é, além de cuidar do outro, cuidar do próprio coração. Veja a gratidão estampada na carta de despedida de uma jovem para a seu padrinho:

“Querido padrinho sr. Richard, como vai? Espero que você e sua família estejam
bem, pois comigo e minha família está tudo bem.

Padrinho estou lhe escrevendo esta linda carta para lhe contar um pouco de mim, e ao mesmo tempo, lhe agradecer por tudo o que fez por mim durante todo esse tempo em que estive participando do Fundo Cristão para Crianças. Fui muito feliz! Adorei ter tido você como meu padrinho, pois me ajudou muito. Eu não sei nem como lhe agradecer, mas de uma coisa você pode ter certeza, eu nunca vou me esquecer de você e lhe desejo muitas felicidades e sucesso na vida profissional e pessoal.

Padrinho, fique com Deus e que o menino Jesus lhe proteja e o ilumine sempre. Feliz 2011! Que o ano seja cheio de alegrias e paz! Estou lhe mandando também duas
mensagens. Elas combinam muito com você.”

“O chão não é o seu
lugar, pois os Anjos pertencem aos céus!”
“Mandei um anjo tomar conta
de você, mas ele voltou e disse que anjo não pode tomar conta de outro.”

Da sua afilhada"

Faça a diferença em 2011 você também. Apadrinhe uma criança e sinta a emoção de compartilhar com alguém o que há de mais importante: seu amor.

10 fevereiro 2011

O que é apadrinhar?

Para as crianças da Comunidade de Cruzinha, localizada em Minas Novas, na região do Vale do Jequitinhonha, o apadrinhamento significa muito: amor e esperança. Confira a linda mensagem cantada por elas, dedicada a todos àqueles que vivenciam a mágica experiência do apadrinhamento.

Muito obrigado por ter sido meu padrinho durante todos esses anos

As cartinhas trocadas entre padrinhos e crianças são sempre cheias de sentimentos de gratidão e amizade. Confira a mensagem especial dessa cartinha de despedida:

“Querido padrinho Lawrence, que a paz e a harmonia estejam presentes em todos os
momentos de sua vida. Sou muito grato em tê-lo tido como padrinho todos esses
anos em minha vida.
Gostaria de agradecer pelo carinho e pelo maravilhoso presente de Natal. Muito obrigado por ter sido meu padrinho durante todos esses anos. Só Deus poderá recompensá-lo. Estou me desligando da organização e ficarei com saudades. Que Deus o ilumine e o proteja sempre. Espero que outras pessoas possam fazer como o senhor: passar por este mundo e fazer a diferença na vida de alguém. Padrinho, desejo-lhe um 2011 com muitas realizações. Obrigado por tudo!
Do seu afilhado.”

Faça a diferença em 2011 você também. Apadrinhe uma criança e sinta a emoção de compartilhar com alguém o que há de mais importante: seu amor.

09 fevereiro 2011

"Eis o que meu coraçao disse"

Gente, hoje recebemos um comentário aqui no nosso blog da madrinha Daniela. Um depoimento tão legal que resolvemos publicá-lo aqui!

Veja as palavras da Daniela.

Gostaria de postar aqui o que escrevi em meu orkut, hoje, minha maior ferramenta de comunicação com meus amigos. Desejo que meus sentimentos, expressos em simples palavras, toquem o coração de meus amigos, conhecidos, curiosos, e que possam, apos serem apresentados ao Fundo Cristão, obterem as mesmas gratificaçoes que eu: o sorriso de um menino de olhar tristonho, sofrido e as orações dele, por mim. Eis o que meu coraçao disse:

ADOTAR e/ou APADRINHAR É TUDO DE BOM!!!
Adote uma criança, um animalzinho...um amigo!
Hoje não tenho condiçoes de adotar uma criança, não posso adotar um bichinho(pois a Chiquinha, já cheia de probleminhas, morreria de ciumes e correria o risco de pegar alguma doença, por ser tão fraquinha), e um amigo...tenho poucos, mas se algum deles quiser, estarei sempre a disposição para adota-lo, com muito carinho e atençao!
Então, optei pelo APADRINHAMENTO e estou feliz demais!!!!
Meu afilhado se chama Mateus, tem 13 anos e mora em Caucaia - CE. Já trocamos 3 cartinhas!!!! Ele é lindo e para completar, tem os olhos, e ainda mais, o olhar, da minha princesa, Chiquinha! Espero cada cartinha dele com ansiedade, e quando respondo, nunca deixo de repetir, mil vezes, o quanto ele é importante na minha vida, simplesmente por existir!
Contribuir com seu crescimento e melhoria da qualidade de vida de sua familia me fez perceber o quanto posso ser importante para alguem, em simples gestos... e que posso e preciso fazer mais e mais!!!
Papai do Ceu me deu tantas coisas maravilhosas, me proporcionou tantas alegrias, e continua a me encher de bençãos, a cada amanhecer... É uma total ingratidão ficar inerte!
Deus nos colocou neste mundo muito mais para servir ao proximo, do que receber!! "Porque é dando que se recebe". Mas não faça nada esperando "a" recompensa, senao, morrerá esperando... Ela virá de forma sutil, iluminada, e tocara seu coração, sua alma, podendo vir em momentos de já grande alegria ou naquele instante que te bate uma tristezinha...
Só estou escrevendo isso por estar muito feliz, e querendo compartilhar desta felicidade que é tão grande e sincera e tão insignificante, economicamente!
Se for interesse de alguem, ou apenas por curiosidade, de uma olhadinha no site: www.apadrinhamento.org.br, lá estão as crianças lindas, esperando por um padrinho, e todas as informações que necessita para apadrinhar. Qualquer coisa, tambem posso tirar duvidas, pois aprofundei na ação, querendo entender e saber para onde estava indo meu dinheiro. O que descobri? Que ele estava sendo integralmente revertido para a minha felicidade!!! Felicidade de estar aqui e poder estender a mão a quem precisa!
Muita paz, saude, alegria, e felicidade para todos, sempre! Beijos da Dani

Obrigado Dani!

Você conhece a Dança do Nove?

As Casinhas de Cultura Mundo Mágico, na comunidade de Tocoiós de Minas, e Arraial da Alegria, na comunidade de São João de Baixo, ambas em Francisco Badaró (MG) se destacam pela efetiva participação comunitária, fortalecimento das referências culturais e transmissão destas às novas gerações. Um exemplo disso é a dança do nove que ainda é praticada na casinha como forma de resgate das tradições.

Saiba mais sobre a Dança do Nove

"As pessoas reuniam e ficavam dançando quase a noite toda, juntava homens e mulheres e faziam a maior festa. Essa era a maneira de se divertir. Na nossa comunidade, o nove é cantado com músicas acompanhado por alguns instrumentos musicais, onde o pessoal se organiza, formam pares e começa a dançar e cantar, mudando de posições. O nove é cantado com músicas e versos. Os versos eram jogados por cada um em particular, o que desejava dizer e não tinha coragem, dizia nos versos. Quando jogava o verso, se virava para que todos dançassem de verso em verso. Ao final de cada verso, se virava acompanhado da viola. Namorava-se muito com versos. O interessado em arranjar namorada, jogava o verso perguntando o que queria saber sobre o outro e respondia também com versos. Assim, ao final da cantação, os interessados já sabiam se outro tinha ou não compromisso ou se podia se aproximar para conversar. E dessa forma, desmanchava namoro ou saía até casamento. As moças, hoje em dia, num arruma namorado, porque num sabe jogar verso."

Maria Rodrigues de Sousa, 86 anos (falecida), moradora da comunidade de Tocoiós de Minas em Francisco Badaró, MG

Veja um exemplo de um trecho de uma cantiga do Nove
“Se fosse um pé de alecrim
Eu não queria morrer.
Eu sentava na beira do caminho
Pra fazê sombra nocê.”
Exemplo de Cantiga do Nove

Informantes: Maria Pinheiro Neto, 65 anos, Sr. Chico, 80 anos Moradores da comunidade de São João de Baixo. Cantadores e Tocadores das Comunidades de São João de Baixo e Tocoiós de Minas
As casinhas de cultura de Francisco Badaró (MG) são gerenciadas pela organização parceira do Fundo Cristão, Associação Municipal de Assistência Infantil (AMAI)

Essas e outras curiosidades você encontra no livro "Casinha de Cultura: um espaço de encontro e convivência" que será publicado pelo Fundo Cristão para Crianças em breve. Aguarde!


 

08 fevereiro 2011

Palavras de gratidão e amizade

Palavras de gratidão e amizade estampadas na cartinha de despedida da afilhada para a sua madrinha estrangeira:
“Madrinha Kyung, como vai? Tudo bem? Por aqui está tudo bem, graças à Deus! Estou muito feliz pelas realizações do ano de 2010. Tive muitas alegrias. Consegui completar o 2º grau do ensino médio e pretendo continuar os estudos. Outra noticia: dia 31 de dezembro eu me casei. Agora seguirei minha vida ao lado de um marido lindo.

Gostaria de agradecer todo esse tempo de amizade e convivência. Graças
ao seu apoio participei dos programas de música, aulas de reforço e palestras educativas. Tudo isso foi muito importante para meu desenvolvimento. Saiba que sua solidariedade foi essencial para minha vida.
Madrinha, fiquei muito feliz em receber seu presente de Natal. Pude comprar uma blusa e uma bermuda jeans. Alegro-me muito em saber que você não se esquece de mim. E pode ter certeza que jamais me esquecerei de você.

Kyung, agradeço-lhe por me ajudar e ajudar a organização. Que Deus a
ilumine e lhe traga muitas bênçãos. Feliz 2011!!

Mil beijos e abraços,
Da sua afilhada ”
Faça a diferença em 2011 você também. Apadrinhe uma criança e sinta a emoção de compartilhar com alguém o que há de mais importante: seu amor.

Apadrinhamento é pauta na TV Câmara de BH



A TV Câmara de Belo Horizonte realizou uma matéria especial sobre o nosso trabalho. Conheça um pouco mais sobre nossa história, como funciona o apadrinhamento e troca de cartas entre padrinhos e crianças, e sensibilize-se com depoimentos de quem ajuda e quem é ajudado.

07 fevereiro 2011

Relacionamento Criança-Padrinho em discussão internacional

Representantes internacionais do ChildFund Alliance estão no Brasil para a reunião da Rede de Relacionamento Criança-Padrinho. A reunião acontece de 7 a 10 de fevereiro em Belo Horizonte, e conta com participantes dos Estados Unidos, Panamá, México, Dinamarca, Suécia, Austrália, Irlanda, Canadá e Taiwan.

A rede foi estabelecida em 2008 com o objetivo de melhorar a administração do apadrinhamento, harmonizar e melhorar as políticas e procedimentos através da aliança, identificar melhores práticas e abordagens inovadoras, e viabilizar comunicação direta entre os Gerentes de Relacionamento da Aliança e dos Escritórios Nacionais do ChildFund International.

A reunião no Brasil possibilitará à Rede ver como a tecnologia pode melhorar o relacionamento entre a criança e o padrinho. Os participantes também discutirão como proteger os padrinhos e as crianças dos riscos potenciais com o uso de novos canais de comunicação, incluindo a mídia social. O Brasil tem um grande número de padrinhos locais e internacionais resultando de uma vasta experiência em relacionamento com os mesmos. Além disto, o Brasil adotou uma série de abordagens inovadoras no gerenciamento do apadrinhamento, incluindo o uso da tecnologia nos seus programas.

Pareceria Global

O Fundo Cristão para Crianças e seu parceiro global ChildFund International trabalham constantemente em sintonia, buscando alinhar as melhores práticas e estratégias para oferecer um trabalho de excelência para as pessoas beneficiadas e doadores. Para garantir esse alinhamento, são realizadas, periodicamente, reuniões, seminários e outros eventos entre os países membros da aliança. Atualmente, o Brasil conta com cerca de 50 mil padrinhos estrangeiros, e apenas 10 mil padrinhos brasileiros, por isso a importância do alinhamento internacional.

Espalhando uma idéia

A madrinha Liliane Arend publicou em sou blog um depoimento muito legal sobre o apadrinhamento.Veja um trechinho do post:
"Já recebi muitas solicitações de ajuda no Brasil, com o boleto de contribuição inserido, mas nunca me senti à vontade para ajudar. Não sentia confiança. Também já contribuí com outros tantos projetos, mas nada que me tocasse realmente ou que eu sentisse 'firmeza'.
O slogan do projeto é: Não é ajuda é transformação! Justamente, estamos transformando a vida dessas pessoinhas."
Acesse o blog Londres com filhos e leia o texto completo: http://londrescomfilhos.blogspot.com/2011/02/espalhando-uma-ideia.html

Obrigado por espalhar essa ideia Liliane! 

05 fevereiro 2011

Adulto também pode brincar de boneca


A Casinha de Cultura Pintando o Sete, localizada no bairro Pantanal em Padre Paraíso (MG), foi inaugurada em dezembro de 2001. Desde então moradores da comunidade tem a oportunidade de experimentar a cultura de um jeito muito especial. Por meio da construção de brinquedos e brincadeiras, as crianças experimentam todas as possibilidades criadoras da infância e os adultos reaprendem as maravilhas que o brincar proporciona. Veja o depoimento da senhora Eliene sobre como o brincar faz bem também para os adultos.

"Sou Eliene, tenho 42 anos de idade, mas confesso que com minha participação na Casinha de Cultura me sinto uma criança pintando o sete na ASCOPP. Como é gratificante as brincadeiras que lá existem e os instrutores que nos auxiliam no que precisamos. Gosto de brincar de bonecas e casinha, onde arrumo os sofázinhos, armarinhos e pentiadeirinhas. Tudo como se arrumasse uma casa verdadeira. Fazer bonecas de pano e suas roupinhas é muito bom. Espero que eu sempre tenha a oportunidade de brincar, pois por trás de qualquer ser humano há no seu íntimo grande criança e uma dessas sou Eu."
Eliene Nunes Miranda, bairro Pantanal
A casinha de cultura de Padre Paraíso (MG) é gerenciada pela organização parceira do Fundo Cristão para Crianças, Associação Comunitária de Padre Paraíso (ASCOPP).

Essas e outras curiosidades você encontra no livro "Casinha de Cultura: um espaço de encontro e convivência" que será publicado pelo Fundo Cristão para Crianças em breve. Aguarde!

04 fevereiro 2011

Dê um presente de Alegria e Esperança

Presentes que também são oportunidades

O Fundo Cristão para Crianças acaba de lançar a nova edição do catálogo de Presentes de Alegria e Esperança. Por meio do catálogo, você tem a opção de doar um presente que vai fazer toda a diferença na vida de quem mais precisa. Isso porque os presentes que estamos falando são muito mais que presentes, eles são oportunidades para que as crianças e suas famílias se desenvolvam em um ambiente saudável e estimulante. Veja quantas formas diferentes você tem para ajudar:

1) Se você se interessa por cultura e esportes, pode doar livros, equipamentos esportivos e até mesmo brinquedos.


2) Se você quer dar a uma famíliar oportunidades de melhorar a sua renda e condições alimentares, pode doar hortas, pomares ou uma criação de animais.



3) Você pode ainda ajudar uma família a reconhecer a qualidade da água que consome.



Esses e outros produtos você encontra em nosso site, realize suas compras agora mesmo!
As crianças agradecerão de coração.

Resgatando tradições na Casinha de Cultura

Em Comercinho (MG), as Casinha de Cultura Nova Esperança da comunidade Água Branca de Minas e a Casinha de Cultura Vida Comunitária da comunidade de Funil resgataram uma antiga dança da região. Tradicionalmente conhecida como Batuque, a dança que quase foi esquecida retornou para trazer muita alegria aos moradores de Comercinho e região.


Veja o depoimento de uma das integrantes do grupo de batuque:

"Anteriormente as pessoas se reuniam com sanfona e violão nas mãos, onde cantavam e dançavam a noite toda o batuque. O batuque era muito comum naquela época, dançava homem com homem, mulher com mulher, dançavam de braços dados, girando e trocando de par sempre. Também dançavam com uma garrafa na cabeça: a pessoa tinha que dançar sem deixar a garrafa cair no chão. Com o passar dos anos, o batuque foi caindo no esquecimento e os mais velhos relembravam com saudade aquele tempo. Com a Casinha de Cultura várias pesquisas foram realizadas. Nelas, o batuque era sempre citado pelos moradores mais antigos. A partir desta constatação, o mesmo começou a ser resgatado através de encontros realizados na Casinha, onde todos eram convidados a participar, dançando e cantando ao som da sanfona, violão, triângulo, tambor e pandeiro. Com os encontros, novamente o grupo de batuque foi se fortalecendo e passou a receber convites para se apresentar em outras comunidades."

Informante: Maria do Socorro, integrante do grupo de Batuque, professora, 45 anos, residente na comunidade Água Brancas de Minas.

As casinhas de cultura de Comercinho (MG) são gerenciadas pela organização parceira do Fundo Cristão, Associação Rural de Atendimento Infanto-Juvenil de Comercinho (ARAIC).

Essas e outras curiosidades você encontra no livro "Casinha de Cultura: um espaço de encontro e convivência" que será publicado pelo Fundo Cristão para Crianças em breve. Aguarde!

03 fevereiro 2011

Casinha de cultura: um espaço de encontro e convivência


Acreditar e investir na educação como resultado das práticas culturais dos grupos sociais, que podem conviver entre si de forma respeitosa, se conhecendo, se percebendo e se valorizando tem sido uma marca do Fundo Cristão para Crianças.

Há mais de uma década a organização desenvolve o programa Casinha de Cultura - espaço de encontro e convivência inclusivo, que respeita a diversidade, que propicia a interlocução e ação conjunta, o brincar, a autoestima, por meio da valorização da cultura local e aproximação entre gerações.

O Fundo Cristão para Crianças lançará em breve o livro "Casinha de Cultura: um espaço de encontro e convivência" que conta um pouquinho sobre as atividades desenvolvidas nas casinhas. A maioria das casinhas está localizada na região do Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais, um região muito rica em cultura e repleta de tradições que vem sendo resgatadas e valorizadas por meio do programa.

Durante os próximos dias divulgaremos, aqui no blog, algumas curiosidades e depoimentos sobre a casinha. Acompanhe e tenha um banho de cultura!

02 fevereiro 2011

Alegria e emoção para quem aos 65 anos nunca tinha visto um Papai Noel de perto

Durante o evento de Natal realizado pela equipe da organização parceira ao Fundo Cristão para Crianças, Projeto Caminhando Juntos (Procaj) na comunidade de Planalto em Diamantina (MG),  a equipe do projeto registrou um momento muito especial. Uma senhora de 65 anos que nunca havia visto um Papai Noel de perto ficou emocionada ao receber a vista do bom velhinho.



Enviado por Gilda Queróz do Procaj

Famílias atingidas por enchentes recebem doações de organizações parceiras

Em dezembro de 2010, a equipe da organização parceira do Fundo Cristão para Crianças Grupo de Desenvolvimento Comunitário - Gdecom, juntamente com a colaboração do Fundo Cristão e amigos das comunidades adjacentes, entregou às famílias atingidas pelas enchentes doações de alimentos e roupas arrecadados solidariamente. Trinta e oito famílias foram beneficiadas por esse gesto de carinho.
Os alimentos foram doados pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Minas Gerais – IPEM MG. Foram ao todo 750 kg de alimentos. Roupas e outros bens foram adquiridos por meio de campanhas realizadas pela própria organização.

01 fevereiro 2011

Projeto Direito de Todos e Todas oferece novas perspectivas a jovens do interior cearense


Matéria publicada na revista A Rede apresenta o projeto Direito de Todas e de Todos realizado pela organização parceira do Fundo Cristão para Crianças, ABIP, em Paracuru (CE). Além de realizar a inclusão digital de alunos da rede pública de ensino, o projeto vem trazendo novas perspectivas de atuação profissional à medida que capacita os jovens para o mercado de trabalho.

Veja abaixo um trecho da reportagem que explicita como o projeto é importante para reduzir os problemas da região:

"Marta Damasceno, gestora social do projeto, informa que a Abip tem 395 famílias cadastradas, o que representa um total de 2 mil pessoas. "Aqui temos várias comunidades originárias de assentamentos formados a partir de ocupações de terra”, relata. Apesar de tão pequena, Paracuru já não é mais uma cidade tão pacata, segundo Marta. “O turismo estrangeiro gera a prostituição infantil”, lamenta. Entre as maiores preocupações na cidade, figura o suicídio de adolescentes, fato que a gestora explica como consequência da falta de perspectiva dos jovens. “Eles acabam o ensino médio, e depois?”, indaga. Os cursos universitários estão na capital e são caros. Em uma localidade predominantemente turística como Paracuru, a atividade econômica é limitada, exceção feita à alta temporada de verão, festas de final de ano e carnaval.(...) Fora a atividade pesqueira, restam as ocupações informais, como a dos vendedores ambulantes. “Por isso, nosso projeto de inclusão se volta para jovens na faixa dos 14 aos 29 anos”, explica Marta."
Leia a reportagem completa, acesse: http://www.arede.inf.br/inclusao/edicoes-anteriores/174-edicao-no-65-dezembro2010/3722-inclusao-em-paracuru