22 setembro 2012

Em carta, madrinha fortalece laços e incentiva afilhada

Nem faz tanto tempo assim, mas o hábito de escrever cartas – e de receber uma – sempre foi um gesto envolto de muitos significados. Era a esperança de receber notícias da família, de um filho distante e até mesmo da pessoa amada. Era também, no fundo, a certeza de que, mesmo à distância, alguém queria sempre o melhor para o ente querido.
Mas você deve estar se perguntando, que conversa é essa? A gente explica melhor: na verdade foi a maneira que o ChildFund Brasil encontrou pra dizer a você, que é um padrinho, como é importante manter contato com o seu afilhado. A barreira geográfica é uma questão relativa, e os benefícios que uma cartinha proporciona a uma criança vão além das questões econômicas. É um alento para muitos pequeninos, que muitas vezes querem apenas alguém que se importe com eles.

E é esse sentimento que Ana Lígia Amorim Viana, madrinha da Sabrina, deixa nítido nas poucas palavras, porém bastante motivadoras, à sua afilhada. Atitudes assim podem, com certeza, transformar a forma de uma criança perceber o mundo, e de ela acreditar que o próprio destino pode ser diferente, ser melhor.

Leia a cartinha da Ana, inspire-se no seu exemplo e fortaleça os laços com o seu afilhado. Afinal, é muito bom saber que alguém se importa com a gente, não é mesmo?

Clique para vê-la em tamanho maior

0 comentários:

Postar um comentário