28 fevereiro 2013

1ª exposição de fotografias Olhares em Foco é uma das atrações dos 50 anos de Carbonita



Em comemoração aos 50 anos de Carbonita, será realizada pela primeira vez na cidade a exposição de fotografias do projeto Olhares em Foco. A mostra acontecerá neste sábado, dia 02 de março/13, à partir das 9h, na Praça da Matriz, no centro da cidade. O projeto é uma iniciativa do ChildFund Brasil – Fundo para Crianças e executado pelas organizações sociais parceiras em todo o país. Em Carbonita, o Olhares em Foco é uma realização do Projeto Semear a Esperança de Carbonita – Prosesc, com o apoio da Prefeitura da cidade. 

Desde novembro de 2012, o Prosesc oferece aos adolescentes e jovens, inscritos na organização, oficinas de fotografia. A exposição fecha o período de três meses de oficinas do Olhares em Foco que por objetivo promove uma reflexão acerca dos espaços de convivência e relações sociais de jovens por meio da autobiografia, família e comunidade. Além de adquirir conhecimentos sobre a fotografia, os jovens têm a oportunidade de expressar o olhar deles sobre o cotidiano da comunidade e refletir de forma crítica sobre o que fotografam.


A coordenadora de projetos sociais do Prosesc, Rute Moreira, fala das oficinas. “Os encontros para a captação de imagens foram muito produtivos. Em fevereiro, houve a visita na comunidade de Abadia. Lá, os jovens tiveram a oportunidade de conversar com vários moradores, conhecer a comunidade, visitar a igreja e os rios, propiciando momentos  de extrema e felicidade e, consequentemente, os mesmos voltaram  mais interessados e  comprometidos. O mesmo aconteceu durante a caminhada à tarde pela região do Capoeirão. Foi um simples passeio que mudou a rotina de todos e a visão do lugar”, contou Rute.

Para a coordenadora Rute, as ações do Projeto Olhares em Foco, contribuiu para a construção da cidadania o fortalecimento do protagonismo dos jovens, para melhorar a convivência familiar e comunitária, estreitamento do relacionamento entre as pessoas mais idosas e os jovens por meio da fotografia e conhecimento de histórias da comunidade e vivencias próprias. “Um outro ponto interessante foi instigar nos adolescentes e jovens um novo olhar sobre as suas raízes e herança cultural, fortalecendo assim a cultura local. Ficou perceptível que o grupo saiu com um novo olhar sobre o  conceito de beleza rompendo com alguns paradigmas”, acrescentou Rute.

Já foram realizadas 18 edições da exposição Olhares em Foco pelo país e mais de 300 adolescente e jovens já participaram do projeto.

0 comentários:

Postar um comentário