10 junho 2014

It's a Penalty - Happy Child e ChildFund Brasil juntos por nossas crianças

Faltam poucas horas para a Copa do Mundo no Brasil e a espera de um grande número de turistas pelas principais capitais brasileiras é altíssima.
Este aumento no número de pessoas durante os grandes eventos da Copa, chama a atenção para o risco de crimes associados ao turismo sexual contra crianças e adolescentes.
Segundo a UNICEF, estima-se que existem mais de 250 mil crianças envolvidas no comércio sexual infantil no Brasil.

O ChildFund Brasil em parceria com a organização internacional Happy Child, estão juntos na campanha It's a Penalty.
         Sarah de Carvalho - CEO da Happy Child e Gerson Pacheco - Diretor Nacional do ChildFund Brasil

A campanha tem o objetivo de combater a exploração sexual infantil durante a copa do mundo e tem a parceria e apoio de diversas instituições internacionais e também do Governo do Estado de São Paulo, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Ministérios Públicos e sindicatos de empresas de turismo e entidades sociais.
A Polícia Militar, a Associação de Futebol, o primeiro-ministro britânico, o Reino Unido, os governos do Brasil e a Polícia Federal brasileira também apoiam It's a Penalty.

O principal objetivo da campanha é aumentar a conscientização entre os fãs de futebol e aqueles que estão vindo ao Brasil para a Copa do Mundo com a intenção de praticar sexo com menores de idade. Exploração sexual infantil é crime hediondo, e irá resultar em processo penal em qualquer parte do Brasil e / ou no seu país de origem.

Vários jogadores entraram nesta luta e estão também compartilhando da ideia do It's a Penalty e você pode participar e apoiar também. Siga a campanha no facebook, twitter e no canal do youtube e compartilhe a campanha com os seus amigos.




Se presenciarem qualquer situação de violência contra crianças e adolescentes, disque 100 e denuncie.
A ligação é gratuita e a denúncia é anônima! Todos juntos por nossas crianças.

http://www.itsapenalty.com/

0 comentários:

Postar um comentário